Poeminhas sobre amor para um dia apaixonante, ou não

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Só pelo fato de estar há séculos atrás deste poema para postar por aqui… E viva Pessoa e seus heterônimos!

Mar-ahu

Não
é a ilha

Não
é a praia

E o mar
(de nos fazermos ao)
é só um nome
sem

a outra margem

Por que quem não conhece Max Martins deve conhecer e também pelo fato de mosqueiro me trazer boas lembranças de pessoas que se foram…

Neruda causa uma divergência de quereres…

XIV

Me falta tempo para celebrar teus cabelos.
Um por um devo contá-los e louvá-los:
outros amantes querem viver com certos olhos,
eu só quero ser penteador de teus cabelos.

Na Itália te batizaram Medusa
pela encorpada e alta luz de tua cabeleira.
Eu te chamo brejeira minha e emaranhada:
meu coração conhece as portas de teu pêlo.

Quando tu te extraviares em teus próprios cabelos,
não me esqueças, lembra-te que te amo,
não me deixes perdido ir sem tua cabeleira

pelo mundo sombrio de todos os caminhos
que só tem sombra, transitórias dores,
até que o sol suba à torre de teu pêlo.

Uma quer ser louvada ao máximo, a outra apenas tem vontade de existir para alguém, a terceira espera ser amada e a última impõe respeito – ou tenta.

Essas mulheres ainda vão causar um colapso em mim…

Mimos, mimos e mais mimos

Recebi o mimo que mais precisava hoje, uma parte do conteúdo era esse poema do Quintana… Lágrimas de felicidade e um enorme sorriso no rosto. Obrigada.

Um dia…

Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra como pensa muito mais nela
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples
Um dia percebemos que o comum não nos atrai
Um dia saberemos que ser classificado como o “bonzinho” não é bom
Um dia perceberemos que a pessoa que não te liga é a que mais pensa em você
Um dia saberemos a importância da frase:
“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”
Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém mas não damos valor a isso
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais
Enfim
Um dia descobrimos que apesar de viver quase 100 anos, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para dizer tudo o que tem de ser dito
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Só de passagem

A cabeça anda trabalhando em uma velocidade incrível… Mas como é tudo muito desconexo passo somente para deixar as palavras do Mário Quintana, apesar de ser o poema mais famoso dele é o que se aplica no momento.

Poeminha do Contra
Todos esses que aí estão
atravancando meu caminho,
eles passarão…
eu passarinho!

Izi, conto os dias para chegares nessa cidade… Pq escrevi isso? Ela não entra na internet…
Sem mais publicações