Das surpresas futebolísticas agradáveis

Acabo de me deparar com declarações interessantes do Ronaldo, o fenômeno, sobre a situação dos jogadores de futebol.

[O futebol brasileiro] tem muito a melhorar, mas a culpa de ser assim também é nossa, dos jogadores, pois não somos uma classe unida. O sindicato dos atletas não luta. Eu particularmente não conheço ninguém do sindicato de São Paulo. Ninguém nunca foi ao clube, nem perguntou minha opinião sobre qualquer coisa. Temos exemplos da Itália, Argentina e Espanha, onde jogadores pararam o campeonato para reivindicar os seus direitos.

Alguém pensa que ganhamos muito, mas isso é outro engano grave. Cerca de 95% dos jogadores ganha salário mínimo no futebol. Dois por cento ganha mais que R$ 5 mil e apenas 3% recebe mais que R$ 10 mil.

Alguém já mostrou para ele a Lei da Educação no Futebol (nº 13.748/2009) de autoria do Dep. Raul Marcelo? Este ano teve até denúncia do gabinete contra a Federação Paulista de Futebol, se o Ronaldo quer realmente lutar pela categoria dos atletas seria legal tomar conhecimento destas iniciativas.

No mais é muito bom ver no mundo futebolístico um ídolo falando sobre mobilização ou greve, não?

Responder a Das surpresas futebolísticas agradáveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s