Comunicado da reitoria sobre a ocupação

Carta da reitoria mandada pelo mailling da PUC/SP para todos/as estudantes da universidade, só mostram um lado da moeda e não divulgam as propostas do movimento estudantil para a redução de mensalidades que é sim compatível com o orçamento puquiano.

Uma lástima essa reitoria que foi eleita como oposição aos desmandos do Império do Laquê repedir a forma anti-democrática de divulgar informação! Política de grande mídia até na comunicação universitária, triste!

Comunicado
São Paulo, 19 de novembro de 2010
À Comunidade Puquiana
Da inoportunidade, injustiça e ilegalidade – ilegalidade do ponto de vista criminal, inclusive –, já o disse, e com precisão, nota divulgada em seu site pela Fundação São Paulo, mantenedora da PUC-SP, acerca da invasão e ocupação da Reitoria e Secretaria Geral da Universidade, verificadas no dia de ontem, 18 de novembro. 

 

É por isso que, sem qualquer tipo de ressalva, subscreve tal manifestação o Reitor da Instituição.
A nota da Reitoria, neste momento, tem por objetivo alertar alunos, professores e funcionários acerca de possíveis conseqüências do ato de pessoas que, seguramente, não falam e nem procedem em nome da grande maioria dos puquianos.

Para começar, porque ilógico pensar-se possa uma Universidade privada, que vive praticamente da contribuição financeira dos alunos, cogitar da gratuidade de seus cursos, da redução, ou da não atualização das mensalidades que cobra, ante a realidade de inflação que, já admitida pelos institutos de pesquisa próprios, aponta para recomposições indeclináveis.

Demais disso, interferindo com o comando maior da Universidade, precipitam invasão e ocupação conseqüências que, nesta altura, sequer se pode prever. Expedientes vários e importantes – documentos, processos, correspondência, etc., etc. – se encontravam na Reitoria e na Secretaria Geral. O que quer dizer que, de plano, o segundo maior Colegiado da Universidade, ou seja, o Conselho de Administração (CONSAD) não tem condições de se reunir.

Questões de vital importância para a Universidade, sujeitas ao cumprimento de prazos – Orçamento, Plano de Desenvolvimento Institucional, Relatório de Atividades e Plano de Ação para 2011 –, consequentemente, ficam com sua discussão interrompida.

Questões igualmente vitais, outrossim, pendiam de exame pelo Conselho Universitário da Universidade (CONSUN), cujos membros, malgrado agendada sessão do órgão para 24 de novembro, nem pode o Reitor convocar.

Também preocupantes, sobretudo nesta altura do ano, reflexos acadêmicos e econômicos, diretos ou indiretos, que as restrições a que submetidas Reitoria e Secretaria Geral da Universidade poderão desencadear.

Esses, em apertada síntese, os prejuízos que o ato de alguns acabam impondo à grande maioria dos que freqüentam e vivem a Universidade. Sem se falar nos danos à própria Instituição, em sua imagem e conceito perante a opinião pública e autoridades ligadas ao ensino universitário.

Prof. Dr. Dirceu de Mello
Reitor

Responder a Comunicado da reitoria sobre a ocupação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s