Pressentimentos

Saiu de casa e estava um calor desgraçado, mesmo tendo escolhido um vestido mais veraneio a cidade estava quente para chuchu. Quase virou picolé pela parte da manhã, mas aí de tarde começou a sentir o ar meio diferente… Tinha ficado meio umido e no fundo  senti um cheiro de grama/terra molhada omo num prenúncio de chuva mais tarde.

Voltou pra almoçar e saiu novamente, ainda aquele calor infernal e a sensação de que sentia algo mais umidecido no ar… Não sabia quando, mas era certeza duma possível chuva naquele mesmo dia!

Anoiteceu, o ar começou a ficar um pouco mais ameno e duma hora pra outra o vento ficou forte e começou a chuviscar. Sentiu um confortozinho maroto de saber que aquilo iria acontecer por conta da umidade do ar de tarde e daquele cheirozinho de grama/terra molhada. Olhou pro alto, viu o céu vermelho-roxeado e sentiu alguns pingos mais fortes… É não se enganara, pelo menos nisso não se enganava mais.

Responder a Pressentimentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s