Parabéns Sampa… que nada!

Apesar de não termos nada para comemorar no dia em que a cidade cinza comemorou 453 anos fomos brindados por uma seleção de shows incríveis no Parque da Independência, não é puxa-saquísmo não! Só se pode considerar incrível juntar no mesmo dia e lugar Nação Zumbi, Tom Zé e Os Mutantes. Antes que me crucifiquem pelo fato de não festejar o aniversário de Sampa eu explico meus motivos: temos um buraco enorme em Pinheiros que é resultado do imediatismo do nosso sistema econômico, a prefeitura aumentou a passagem de ônibus de R$2 para R$2,30, o PCC tomou conta da cidade algumas vezes no ano, o Serra ganhou as eleições para governador e o Kassab vai ficar na prefeitura mais um tempo… É pouco ou quer mais?

Não vim aqui para relatar os problemas que as gestões de direita causam na cidade cinza, mas sim para falar sobre a experiência mais alucinante tida por mim, chega a barrar o show do Placebo em 2005 ou o dos Rolling Stones em 2006. Tudo começou às 16h, o carro chegava nos arredores do Parque da Independência e já se ouvia o Nação Zumbi mandar o que eles sabem fazer: Mangue Beat, do lado de fora das grades do parque uma fila enorme esperando a polícia liberar a entrada. Entre o estacionar do carro e o entrar na fila já dava uma vontade tremenda de dançar ao som dos pernambucanos! Depois de uma meia hora de espera finalmente consigo entrar e descubro algo nada agradável: Só se pode comprar cerveja do lado de fora da grade, assim como qualquer produto alimentício, e o pior! A polícia estava reprimindo as tentativas de realização da troca de dinheiro por álcool, comida, refrigerante ou água (e viva o Kassab!). Tudo bem, desencana, não fui lá para encher a lata e depois não lembrar de nenhuma parte dos shows.

Acaba o show do Nação e um tempo depois, não muito, entra no palco um dos caras mais insanos da música brasileira: Tom Zé! E entre Foi o Bush, pulos e ritmo aparece a Frente para Barrar o Aumento das Passagens e começa a cantar “Kassab cuzão! Abaixa o busão!”… Eu não esperava por isso, foi uma boa surpresa. E continua o ritmo, a doidera e tudo mais. Não consegui mais parar pra pensar, só havia a expectativa de ver Os Mutantes entrarem naquele palco, mesmo sem a Rita Lee. Acaba o show do Tom Zé e lá vem a espera e a agonia presente em quase todo fã. Luka ali no lugar onde Dom Pedro teve uma bela dor de barriga e nos declarou “independentes” (belo piadista de mal gosto esse tal Dom Pedro) enlouquecida pra ver o show começar.

Começa uma profusão de luzes coloridas, borboletas aparecem e os adoráveis irmãos entram ao palco acompanhados por uma estranha-conhecida… Estranha por não pertencer aquele espaço, conhecida por ter uma ou duas músicas que eu gosto. Magnetismo, é isso… Magnetismo puro! As músicas ouvidas durante a infância e os pulos de alguém que parece ter visto a banda nascer… Toca Virgínia e a vontade de ligar é enorme (se segura muié que a conta já está alta. Luka grita e perde a voz, grita novamente com a voz perdida para tocarem desanuviar. Acho que não ouviram pela voz estar fraca… Dança, dança, dança… Apresentam a banda e saem. Primeiro bis: amazing! Segundo bis: num é que dizem que sou louca mesmo?! E aí as luzes hiper-coloridas se apagam e está na hora de sair da gaiolinha da alegria rodeada por políciais e com leis bizarras contra a compra de produtos alimentícios.

Acabou, mas foi só o show que acabou… As lembranças ficam e sempre dá para fazer modificações colocando a Rita Lee no lugar da Zélia ou então imaginando que foi um show acontecido nos idos anos 60 ou 70.

Luka de volta para a terra cinza.

Responder a Parabéns Sampa… que nada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s