O tem

Desde pequena me perguntava o motivo de eu ter que brincar de queimada e não de futebol… Engraçado como a sociedade na qual vivemos nos impõe cada regra maldita; primeiro não podemos jogar futebol pelo fato de ser brincadeira de menino ou então nada de brincar de casinha, já que é brincadeira de menina. Começamos a crescer é sabemos que meninos tem que se apaixonar por meninos, casais tem que ser casados até o fim da vida, uma criança tem que ser adotado por um solteiro hetero ou casal hetero, uma mulher tem que amar o seu filho, mesmo este sendo filho de um estupro, há alguns anos as crianças tinham que ser destras, eu tenho que usar calça leg com um vestido mais soltinho porque a moda dita que usar calça leg e blusa é algo fora do estilo e brega; para ser aceita em algum lugar eu tenho que seguir este ou este padrão, mesmo se eu decidir ser punk…

É engraçado. Até os que querem romper com esse tal de tem colocam como as coisas devem ser feitas… Já não basta uma constituição regulando, provendo etcetc as coisas que eu tenho ou não que fazer? Logo não poderei soltar um arroto ou falar palavrão em público, não será permitido. Eu tenho que ser uma boa menina, nossa… Parece tudo tão pré-fabricado, como aqueles joguinhos de playmobil onde os bonequinhos fazem tudo que as crianças desejam. Quem deseja que eu tenha que fazer isso ou aquilo? Por que eu tenho que realizar o desejo do outro e não o meu próprio desejo? Alguém teria a bondade de sentar comigo em um bar e me explicar isso tudo, ou será que ninguém possui essa resposta?

Responder a O tem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s