Um pouco mais de ego

As matérias do contraponto vão indo, as disciplinas vão indo, a saudade do pessoal de Belém vai indo… Tudo indo devagar para não faltar amor e muito menos afetar o fígado, tenho planos importantes para este órgão e fazê-lo passar por um stress muito grande por causa de política puquiana ou coisas assim pode acabar com estes planos. Eu queria poder escrever um texto bem grande sobre coisas docaraleo que ocorrem em Sampa, mas a minha vida não é uma badalação… As vezes é, mas na maioria das vezes é uma cena deprimente de pipoca, refrigerante e vídeos na sala de casa e a vontade enorme de ouvir o telefone tocar e do outro lado ser algum dos amigos amados me chamando para alguma farra de última hora. Em Sampa as coisas são programadas…

Mentira seria eu dizer que é tudo um marasmo, tenho tentado estar atuante no movimento estudantil, escrevendo para o Contraponto, lendo bastante, baixando músicas, locando filmes fantásticos e indo para o bar sempre que o horário posterior a aula permite. Também tenho tido saudades de porra nenhuma, mas não como há alguns meses, dessa vez é uma saudade de alguém mais novo na minha vida, menos distante, mas igualmente indiferente a minha existência terrena.

Voltei a acompanhar novelas, só a da tarde. Sempre gostei daquela novela e hoje quase tive um treco quando assisti a Estela terminando tudo com o Dr. Alberto; é, ando tão à flor da pele que até briga de novela me faz chorar… Fora os clichês musicas usados para falar algo, só neste post já foram dois dos maismais clichês… Pelo menos Athlete não é clichê, ajuda a curtir um momento sensibilidade total sem me fazer querer cortar os pulsos como Black Box Recorder faz.

Dia desses surge mais um conto bizarrico que transforma todos os acontecimentos da minha vida num enredo ilógico, mas preciso ter tempo, inspiração e uma luz no final do túnel, coisa que ainda não tenho, por enquanto inspiração só para as cores da acrílica e a textura das telas… Mas as coisas vão bem. Como disse hoje a uma amiga ex-puquiana: “Eu to feliz aqui, to me encontrando”… Acho que é isso, aos poucos vou me perdendo e encontrando.

Responder a Um pouco mais de ego

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s