Cartas

Vontades nascem de necessidades, assim foi com as cartas… Necessidade de parar, aprontar a caneta, sentar na cama e pensar no que seria escrito. As primeiras cartas foram um parto, não sabia sobre o que escrever, mas aos poucos os fatos relevantes se tornaram claros a minha volta.

Muita gente encara o ofício de escrever cartas algo nascido no egoísmo, escrever para poder obter uma resposta, deleitar-se com o saber que aquela pessoa desviou alguns minutos do seu dia labutando em palavras para serem enviadas a você e só a você. Para mim não importa mais a resposta, mas o fato de que minhas palavras, sensações e aventuras estão sob cuidado de pessoas nas quais confio.

Essa nova vontade me tira do mundo virtual que atualmente vivo, durante algumas horas me sinto parte do real e não apenas mais um personagem criado em meio de bits, eletricidade e luzinhas esquisitas… Em algumas horas ainda sou humana e sinto.

Responder a Cartas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s