Utensílio Barato

Era preciso esquecer de qualquer forma, os dois lados precisavam um do outro, mas não sabiam disso. Creio só um deles ter descoberto essa necessidade meses depois, tempo o suficiente para não terem mais se encontrado novamente e desaparecerem um da cabeça do outro.

Em conversa descompromissada com uma amiga ela lembrou daquela noite e lembrou do quanto precisava se ver longe de lembranças cortantes, uma noite apenas onde queria não pensar nos acontecimentos. Ele foi a salvação, meio na contramão das possibilidades, mas foi!

A prova de amar alguém e tentar de tudo para esquecê-lo de qualquer forma, mesmo sendo insólita e efêmera… Descobrir isso depois de meses ao reviver o momento durante uma conversa de comadres em um Pub inglês era o menos esperado.

O momento da lembrança não estava tão intimamente ligado ao fato da descoberta do utensílio bizarro que uma outra pessoa pode ser em época de caos emocional… Era uma quebra do tempo como ele se apresenta, um retorno inesperado e sem grandes dores, sem dor alguma. Só o pensar do quão foi importante se desgarrar uma vez pelo menos do grande amor e viver algo diferente, mesmo sendo igual.

Tudo se tornou etéreo demais quando o garçom levou à mesa mais uma garrafa de champagne e os assuntos se enviesaram por outras lembranças e vazios de vida.

Responder a Utensílio Barato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s