Invenção Fantástica.


Pelos idos do anos 70 do século XVII um senhorzinho barbudo estava no claustro de sua morada fazendo experências com notas musicais e eletricidades, ao mesmo tempo que esse senhor atiçava as mentes de investidores com a possibilidade de modificar o sistema telegráfico da época, havia uma outra pessoa desenvolvendo pesquisa semelhante. Falo de duas figurinhas importantes para a invenção do telefone, Graham Bell e Elisha Gray .

Na corrida para ver quem ia fazer o aparelho revolucionário o senhor Bell pediu para uma empresa americana produzir alguns de seus modelitos experimentais, e quem foi que realizou tal produção? Outro grande nome da física e história: Thomas Watson, alguém lembra dele? Mesmo o senhor Watson fazendo os aparelhinhos do jeito que Bell queria algo estava dando errado, sempre algo dá errado! O projeto que revolucionaria o meio telegráfico não funcionava e Bell tinha também um projeto sobre transmissão de voz a longa distância, mas os empreendedores nunca querem saber das loucuras dos pesquisadores e só forneciam dinheiro para que Bell cuidasse do invento telegráfico.

Foi quando o barbudinho conheceu um físico de Washigton que deu o maior apoio para os estudos de Bell sobre a transmissão de voz, tendo um apoio moral destes o senhor abandonou as aulas que dava e se dedicou quase que exclusivamente a elaboração de tal projeto, chegou a ficar sem grana e pedir dinheiro emprestado para o amiguinho Watson.

Durante um dos experimentos Bell e Watson conseguiram passar um barulho de vibração de uma aparelho de telégrafo harmônico para outro… E aí começa a parte mais interessante. Pois Bell pediu para Watson construir um aparelho q pudessem usar da forma como o experimento tinha dado errado (Coisas boas só acontecem com erros ou é só impressão?), eles conseguiram fazer algo aproximado ao que acontece nos telefones atuais e nessa época Bell esta in love, pela filha (uma tal de Mabel) de seu investidor (aiai)

Poderia começar a inventar que Bell conseguiu inventar o telefone, deu um exemplar para a tal Mabel e eles se comunicavam por esse aparelho e ficaram noivos, casaram e foram felizes, mas estou contando a história do telefone, sem grandes detalhes é claro, mas continua sendo a história do telefone e não o amor proibido de Bell e Mabel!!!! Sim, sim! Eles noivaram.

Mesmo o aparelhinho não funcionando perfeitamente ele foi patenteado algumas horas do pedido do tal Elisha Gray, lembra, aquele que falei no começo da história! Com a patente nas mãos Bell continuou a aperfeiçoar o telefone, que outros pesquisadores aperfeiçoaram até termos os aparelhos de hoje, até celular possuímos!

Mas pra que tanta volta? Oras! O que seria dos afastado sem a possibilidade de ouvir a voz dos amigos e amores que moram longe??? Não teria tanta graça se tudo fosse por meio de escritas internéticas sem emoção, voz… Ia ser um coco, ops, coliforme fecal.

A grande maioria das pessoas ovaciona a internete, não posso deixar de dizer que é realmente um meio interessantes de mater contato com os amigos, familiares etc e tal. Comparavél ao telefone é muito mas barato, mas é tão bom sentir os dedinhos discando, ops isso é antiquado falando de telefones modernos, digitando os números de telefone, aquele friozinho na barriga de “será que vão atender?

Tá certo que as vezes ficamos com uma cara de tacho por não atenderem, e quando se trata de celular, não retornarem… Mas e a felicidade de ouvir uma voz amiga, amada… Do outro lado da linha? Melhor que isso só encontrar as pessoas pessoalmente.

Internete é bom, mas telefone é melhor ainda, telefone é tão mais quente do que essa tela fria do computador, vc ouve as intencionalidades das vozes, enquanto em um e-mail a gente só imagina como fulano falou isso ou aquilo, imaginar é bom, mas realidade é melhor ainda!

Nos barzinhos não se passa bilhetinhos de cantadas mandando o e-mail, na verdade, no dia que mandar um bilhete com o meu e-mail ou receber um destes vou achar uma bela piração! As meninas ficam olhando se o celular ou o telefone de casa toca, as vezes espera um e-mail, mas a maioria das vezes espera um telefonema… E olha só que palavra mais linda! TE-LE-FO-NE-MA, ah! isso faz sentir borboletas no estômago!

Deveríamos então sair e erguer brindes no dia 12 de março, para quem não sabe (uma galera provavelmente) este é o dia do telefone, e fazer uma grande festa regada por rings rings, musiquinhas polifônicas de celulares, gritando por todo lado um: “Viva Graham Bell e Watson!!!“, poderiamos fazer também vinte e uns, vinte e três, super quinzes e outros tanto códigos de DDD q permeiam nossa vida!

Por isso, desligue essa máquina, pegue o telefone e ligue para alguém de quem sintas falta de ouvir a voz!!!!

Responder a Invenção Fantástica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s