A Febre do Órkut

Não vou dizer que sou contra o Órkut, na verdade atualmente me beneficio cada vez mais desta ferramenta internética. Porém hoje eu vi quanto o Órkut era popular, realmente popular entre os usuários da Rede Mundial de Computadores, navegava eu pelas diversas páginas de amigos no Órkut quando dou de cara com o profile da ilustríssima senadora Ana Júlia Carepa, representante do meu estado. Sabe-se que vários usuários do Órkut considerados famosos são, na verdade, brincadeirinhas de outros usuários do sistema. Achei que poderia ser uma brincadeira com a senadora e acessei o Órkut dela para conferir (Curiosa nada!), o profile era verdadeiro… E dentro dos amigos delas ainda encontrei os profiles do ex-prefeito de POA Tarso Genro e do Ministro das Cidades Olivio Dutra, todos verídicos.

Não são só políticos que podem ser achados no Órkut, se não estou enganada a atriz Barbara Borges também possui um cantinho dentro dessa nova mania internética. É aí que percebemos o quanto a nossa vidinha ficou a mercê dos voyeurs (não sei francês, se estiver errado, sorry!) e como também ficamos ligados na vida dos outros! Fotologs, Blogs, MSN Spaces, Órkuts, Multiplys, Beltranos, Gaazzags, tudo uma grande vitrine onde tentamos vender nosso peixinho básico: “Olha eu sou legal! Quer ser meu amigo?”, há aqueles que estão só porque os amigos amantes das vitrines ficam enchendo o saco e pedindo: “Fulano, comenta no meu flog, blog, Órkut.” ou “Ah! Me adiciona então no seu Órkut“, as pessoas começam a te avaliar pela quantidade de comentários legaizinhos existentes nas suas páginas e em quantos amigos você tem em determinado site de conexões pessoais.

Lembro até hoje de uma amiga que havia acabado de entrar no Órkut e descobrir o profile do namoradinho residente na Bahia, ela quase teve um treco ao ver um scrap de outra garota, algo mais intímo e acabou tudo com o rapaz, você acabe encontrando amigos de anos, rearticulando amizades, matendo contato, mas também acaba descobrindo e interpretando fatos nada agradáveis.

A vida está cada vez mais exposta e o Órkut é vitrine da vitrine, exposição começada com blogs como este e fotologos. Sinceramente, esse post é metaliguagem pura! Pois falo de tal febre e estou totalmente envolvida em tal onda, pois também tenho um profile no Órkut, exponho as minha fotos em um fotolog e escrevo para alguém em um blog.

Bem vindos ao 1984 de George Orwell… Não adianta fugir!

2 respostas para A Febre do Órkut

  1. William

    Oi Luka, que bom que posso te encontrar por aqui também. Beijos e saudades.P.S.: Continuas escrevendo maravilhosamente bem. Mas que menina. Às vezes eu entendo porque tú ficavas naquele parapeito e eu e a Nath corríamos temntanto te salvar e porque o mundo é muito pequeno pra ti e são poucas as pessoas que te entendem. Eu, por exemplo ainda estou digerindo o que é ser Luana Amorim. Te amo!!! P.s 2.: Só melhor que tú no basquete (hehehe)

  2. Alanna merçia

    O orkút e uma coisa muito legal q agente pode se comunicar com amigos e etc.é i quem não tem tá perdendo que é otimo demais essa é minha opiníão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s